Post Icon

Lidos: Setembro e Outubro de 2018























Olá Pessoal, tudo bem?






Nós últimos dois meses a vida conseguiu ficar mais corrida ainda, não li muito, mas principalmente não consegui atualizar o blog e mesmo no instagram fiquei menos ativa, porém, estou tentando colocar tudo em dia e por hoje temos os lidos nos últimos meses.


Praticamente todos os livros lidos tem comentário no instagram sejam no feed ou em vídeo, vale a pena me acompanhar por lá.










Setembro









1 - Como eu era antes de você - Jojo Moyes (Intrínseca): esperei passar um pouco o hype para pegar esse livro para ler e não é que realmente valeu a pena. Aos 26 anos Louisa Clark não é uma pessoa com muitas ambições e quando ela perde o emprego, surge uma oportunidade temporária que paga muito bem como acompanhante de um tetraplégico Will Traynor, um homem bem sucedido, charmoso, ainda jovem (35 anos), mas que sofreu um acidente que o deixou com os movimentos muito limitados. A relação entre os dois é bem difícil no começo, mas vai crescendo e evoluindo com o tempo. O livro traz discussões muito importantes como a situação de pessoas que acabam perdendo a mobilidade e a independência, além do grande tabu da eutanásia. O livro é muito bonito, tocante e seu coração vai ficar bem apertadinho, mas vale a pena. Fiz um comentário mais completo sobre ele no instagram. ★★★★★





















2 - Elo - Rodrigo de Freitas (Independente): esse é um quadrinho independente
que apoiei através do Catarse. A história se passa durante um inverno rigoroso quando as árvores começam a morrer e as pessoas precisam lutar pela sobrevivência, vemos pai e filho saindo para uma aventura. Achei delicado e gostei da arte que é bem fofa! ★★★☆☆
















3 - A filha das trevas - Kiersten White (Platarforma 21): esse é o primeiro volume de uma duologia de romances históricos que se passam no século XV na região da Valáquia (atual Romênia) e no império Otomano contando a história de dois irmãos Lada e Radu que são muito diferentes, mas que de certa forma se completam.  O livro traz alguns temas a discussão como o questão da mulher, uma vez que, a Lada quer muito ser o Príncipe, quer lutar e não se "comportar como uma mulher", já o Radu tem sua força na inteligência na capacidade diplomática, além disso, fala sobre sexualidade e religião. Gostei muito da leitura, a escrita prende e foi muito interessante conhecer um pouco mais sobre esse lugar e época tão pouco conhecidos para mim. Falei um pouco mais sobre a duologia em um vídeo na IGTV (link do facebook). Esse livro estava nas minhas metas para 2018. ★★★★★










Outubro









1 - Crise de Identidade - Brad Meltzer & Rags Morales (Panini/DC): Essa é uma mini-série da DC, apesar do nome crise, essa não é uma mega saga onde a liga enfrenta um grande perigo cósmico, na verdade, o perigo está muito mais próximo e paupável é uma história que nos mostra o lado mais humano dos super-heróis. Aqui vemos os super-heróis perdendo seus entes queridos e tendo que lidar com o medo e com uma vulneralidade com a qual não estavam acostumados.A arte é muito bonita, estilo realista e por ser focado no lado mais humano dos personagens há um ênfase muito grande nas expressões dos personagens. Falei com um pouco mais de detalhes no instagram. ★★★★☆









2 - Dona do poder - Kiersten White (Platarforma 21): é a continuação de As filhas das trevas e eu realmente gostei muito.. gostei de torcer e odiar a Lada ao mesmo tempo, gostei muito da parte de Bizâncio e me aproximei muito mais do Radu do que no primeiro livro. Falei um pouco dessa duologia no IGTV (link do facebook). ★★★★★









3 -  A poeta X - Elizabeth Acevedo (Galera Record): Esse é o livro que veio na Caixa do Turista Literário de Setembro e mais um que eu não leria se não tivesse vindo na caixa. Aqui vamos ver a história de Xiomara, uma garota que cresceu no Harlem, na periferia de NY, convivendo com a violência, as drogas e os problemas da periferia. No livro toda a narrativa é em forma de poesia, diferente de outros livros de poesia, aqui o enredo e a narrativa estão presentes, mais ou menos como acontecem nas epopeias clássicas, tem um fio condutor na narrativa e as poesias devem ser lidas na ordem. É um livro que discute religiosidade, preconceitos, repressão feminina e empoderamento. Interessante! Também falei um pouco mais sobre ele no instagram. ★★★☆☆






4 - Para todos os garotos que eu já amei - Jenny Han (Intrínseca)
5 - PS.: Ainda amo você - Jenny Han (Intrínseca)
6 - Agora e para sempre, Lara Jean - Jenny Han (Intrínseca): vou falar da triologia de uma única vez, Lara Jean é uma garota de 16 anos, bastante romântica e sensível, e toda vez que, ela se apaixona por um garoto ela escreve uma carta para o mesmo como forma de lidar com os próprios sentimentos. Mas tudo muda quando as suas cartas são entregues e ela precisa lidar com isso, principalmente com e o ex-namorado da irmã dela pelo qual ela ainda tem algum sentimento e para fugir disso, ela acaba topando um namoro de mentirinha com um dos destinatários da carta, Peter que foi o seu primeiro beijo. Bom é uma serie muito, muito fofa, onde vamos acompanhar o amadurecimento de uma personagem, a descoberta do amor a relação linda entre irmãs e com representatividade de uma personagem não branca. É para dar quentinho no coração e tem filme no Netflix. Falei mais sobre a triologia em um vídeo no IGTV. (Link do facebook)




Acho que foi isso e não é que no final deu bastante coisa. E vocês conhecem alguma dessas obras?




Até a próxima,



Dani Moraes



















Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).





  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Book Haul: Maio e Julho2018









Olá Pessoal, tudo bem?




Faz um tempão que eu não faço Book Haul por aqui então acabei juntando muita coisa, apesar de que não deveria, já que eu já tenho um monte de coisas sem ler em casa. Por isso, vou dividir em dois posts.



Começando com os livros que eu peguei em uma promoção da Amazon:











1 - 2 - Verões Felizes -Rumo ao Sul e A calanque - Zidrou & Jordi Lafebre (Sesi): são quadrinhos muito fofos que conta as aventuras de férias de uma família Belga. Já li e fiz um vídeo recomendando esses e outros quadrinhos fofos.










Mais alguns da Graphic MSP:



3 - Turma da Mônica - Lembranças - Vitor e Lu Caffaggi (MSP/Panini): o terceiro livro da Turminha escrito pelos irmãos.


4 - Capitão feio - Identidade - Magno & Marcelo Costa (MSP/Panini): para ser sincera nem me lembro desse personagem da turma da Mônica e como ainda não li não tenho muito o que falar.


5 - Jeremias - Pele - Rafael Calça & Jefferson Costa (MSP/Panini): essa foi a primeira vez que o personagem ganhou uma revista só dele e que revista boa e necessária, aqui vemos um retratado a questão do racismo. Também fiz um vídeo sobre ele.






 
6 - Ms. Marvel - Apaixonada - Wilson & Miyazawa (Marvel/Panini): mais um encadernado da Ms. Marvel e nesse aqui nossa heroína vivendo problemas do coração. Falei sobre ele nos Stories (antes de falar sobre um livro coloco a capa do mesmo).


7 - Ms Marvel - Últimos dias - Wilson & Alphona (Marvel/Panini): acompanhamos as consequências do encadernado anterior e os eventos pré Guerras Secretas. Falei sobre ele nos lidos do mês. 


8 - Ms Marvel - Superfamosa - Wilson (Marvel/Panini): e não é que nossa heroína esta muito famosa







Também foi hora de repor algumas ficções cientificas...




9 - As cavernas de aço - Isaac Asimov (Aleph): amo Azimov e ainda não conheço essa serie de robôs que mistura ficção cientifica e policial.
 
10 - A mão esquerda da escuridão - Úrsula K. Legun (Aleph): um super clássico da ficção cientifica e que ainda não li, eu sei que, vai ter muita discussão de gênero também.



11 - Kindred - Laços de sangue - Octavia E. Butler (Morro Branco): esse livro fez um sucesso enorme ano passado e foi a primeira vez que essa autora importantíssima para o Sci-fi foi publicada no pais, dele eu já li Bloodchild.







Esses vieram em uma daquelas promoções da Amazon que o mais barato sai de graça, então aproveitei para comprar algumas coisas do Pipoca & Nanquim.



12 - Laranja Mecânica - Anthony Burgess (Aleph): mais um clássico do Sci-Fi que ainda não conheço.


13 - Conto de Areia - Jim Henson, Jerry Juhl & Ramón Pérez (Pipoca & Nanquim): só sei que é uma edição muito bonita e que tem uma história muito doida.


14 - Um pedaço de Madeira e Aço - Chauboute (Pipoca & Nanquim): um quadrinho que mostra as histórias através de um banco de praça. Também falei sobre ele em um vídeo.


Agora os livros que vieram na caixa do Turista Literário:






15 - Pequenos incêndios por toda parte - Celeste Ng (Intrínseca): parece que é uma mistura de drama familiar com suspense e tem bastante criticas positivas.

 



16 - Os noivos do inverno - Christelle Dabos (Morro Branco): não sei nada a respeito desse livro, somente que é um livro de fantasia e que tem uma capa muito linda.



Além de todos esses livros, ainda rolou a Bienal do livro de SP onde também comprei alguns livros e para esses eu fiz um vídeo mostrando.



Bom foi tudo isso.... e o que falta agora?? Tempo para ler tudo isso.










Até a próxima,

Dani Moraes











Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Encerramento do mês: Setembro de 2018











Filmes:



1 - Sucker Punch - Mundo Surreal (2011): um filme de fantasia, ação e suspense primeiro filme autoral dirigido pelo Zack Snyder, o mesmo da DC, conta a história de uma garota BabyDoll (Emily Browning) que depois da morte da mãe foi internada em um sanatório pelo padrasto e aí começa a confusão. Uma história dentro de outra, quando ela chega a instituição passa a viver uma história paralela, onde ela e suas companheira vivem em um clube para homens e ainda dentro dessa história toda vez que ela dança ela vai para mais uma história paralela onde enfrenta muitos perigos e desafios. As cenas de ação e fotografias são muito boas, gostei também bastante da interpretação das atrizes do grupo principal. Me senti muito envolvida pela história, por mais louca que ela possa parecer no primeiro momento. ★★★★☆

Para quem já assistiu ao filme segue uma análise bastante interessante da obra: https://www.proibidoler.com/cinema/sucker-punch-uma-analise-sobre-simbolismo-e-controle-mental/, depois que eu li essa critica mudou a forma que enxerguei esse filme.





2 - Sem prada nem nada (2012): Quando eu comecei a assistir ao filme nem imaginava que seria uma versão latina de Razão e Sensibilidade de Jane Austen, as irmãs Nora (Camila Belle) e Mary Dominguez (Alexa PenaVega) cresceram acostumadas ao conforto e ao luxo, mas após a morte do pai elas veem seu mundo desabar, quando descobrem que o pai estava falido e que tem um meio irmão que irá ficar com a casa na qual elas viveram toda a vida. As duas irmãs não podiam ser mais diferentes, Mary é namoradeira e se preocupa muito com roupas e status social, enquanto Nora só pensa em ter uma carreira de sucesso como advogada. As irmãs precisarão se adaptar a nova vida, mas com ela também vem novas oportunidades viver novas experiências e conhecer novas pessoas. Sim, tem os clichês típicos que esperamos nesse tipo de produção, mas gostei bastante, e os casais me convenceram. ★★★☆☆







3 - Ratatouille (2007): animações da pixar são mesmo incríveis e quando eu vi esse filme passando na TV e não resisti e revi. Remy ama culinária e tem o sonho de se tornar um grande chef só que tem um probleminha ele é um rato, seu grande ídolo é Auguste Gusteau, cujo o grande lema é "todo mundo pode cozinhar" e inspirado por isso, ele decide se tornar chef e ajuda o novo assistente de cozinha do Gusteau's a fazer uma sopa e assim começa uma parceria inusitada. O filme é muito fofo com humor, romance e aquele gostinho de nunca desista dos seus sonhos. E tem um monologo maravilhoso do critico culinário sobre o sentimento que a comida nos traz. Maravilhoso, vale muito a pena! ★★★★★







4 - Homem-Formiga (2015): o homem-formiga foi um dos fundadores originais dos vingadores, então, nada mais normal do que ter um filme do personagem no universo cinematográfico da Marvel. O filme começa com Hank Pim (Homem formiga original) e criador da formula capaz de encolher os humanos brigando com os seus chefes e deixando a empresa onde trabalhava. E então, conhecemos Scott Lang, que esta deixando a cadeia e esta decidido a não mais decepcionar a sua filha, mas o mundo fora da cadeia não esta nada fácil e ele aceita fazer só mais um trabalho, mas na verdade era uma armação do Hank Pim que o escolheu para receber o manto de Homem-Formiga. A uma grande ameaça quando o antigo pupilo de Hank reproduz a formula para usa-la para fins não tão pacíficos.  O filme puxa bastante para o humor, Scott é um tanto canastrão e ele é Hope (filha de Hank) tem um excelente química. As cenas do mundo em tamanho de formiga são incríveis, o visual é maravilhoso. Divertido! ★★★☆☆







5 - Sierra Burgess é uma loser (2018): mais uma comedia teen original do Netflix , inspirada na peça Cyrano de Bergerac, de Edmond Rostand, traz Sierra (Shannon Purser, Barb de Stranger Things) uma adolescente inteligente e fora dos padrões que sofre bullying das garotas da escola, especialmente Veronica (Kristine Frøseth), a líder de torcida e abelha rainha da escola que dá o número da Veronica para um atleta de outra escola como mais uma forma de incomodar a garota. Jamey (Centineo) que é o mocinho perfeito, lindo e bonzinho, mas acaba sendo enganado por Sierra que continua a conversar com o garoto, mesmo depois que descobre que ele acha que ela é a Veronica, bom e essa é a parte problemática do filme  porque a personagem principal engano o garoto pelo qual ela esta apaixonada, finge ser outra pessoa. Mas, o filme traz muitas outras coisas boas como  a amizade que surge entre Sierra e Veronica, a interação das duas desfaz alguns clichês entendemos os motivos de Veronica e percebemos que a maioria das pessoas agem buscando se proteger de alguma coisa. Também gostei muito do fato de que a protagonista realmente não é padrão, diferente de outras comédias românticas em que na verdade a protagonista é padrão e só precisa de uma repaginada, Sierra é como qualquer garota de colégio real, não tem o corpo perfeito,  é cheia de inseguranças tanto quanto a aparência e até mesmo  intelectuais  que era para ser o seu lado forte. Outra coisa que me fez gostar do filme é subverter o obvio e me fazer torcer pela Veronica e ter vontade de bater na Sierra, mas mesmo assim, consigo entender as atitudes muito erradas, devido ao sua baixa autoestima. E a musica sunflower deixa isso muito óbvio e bem quem nunca se sentiu inadequada na própria pele. Vale bastante a pena! ★★★★☆









6 - Uma linda mulher (1990): o que falar desse clássico... o enredo acho que todos conhecem, homem contrata uma prostituta por uma semana e bem um transforma a vida do outro. E como não se deixar levar por essa história com uma Vivian, cheia de personalidade e que apesar de ter se tornada prostituta por necessidade não aceita qualquer coisa e ao contrário do que possa parecer óbvio Vivian não depende de Edward, mas bem ao contrário ele é que depende dela emocionalmente, pois apesar de bem sucedido a vida pessoal dele esta aos pedaços. E claro, que a química entre Gere e Roberts dá o tom para o filme. ★★★★☆









7 - O amor não tira férias (2006):  mais uma comédia romântica que conta a história de duas mulheres em paralelo, que não poderiam ser mais diferentes, mas que estão vivendo um momento bem difícil,  Iris (Kate Winslet) é uma jornalista inglesa que escreve sobre casamentos e vive um amor platônico pelo seu colega de trabalho que advinha só vai se casar, já Amanda (Cameron Diaz) é uma bem-sucedida produtora de trailers que vive numa mansão em Los Angeles. Incapaz de chorar, ela acaba de romper com seu namorado, então elas decidem trocar de casa durante as festas do final de ano. E nesse novo ambiente elas vão acabar conhecendo novas pessoas e vivendo situações que elas nem imaginavam e que vão transformar as suas vidas. ★★★★☆








8 - E se fosse verdade (2005): essa é uma das minhas comedias românticas favoritas, Elizabeth (Reese Witherspoon) é uma bem sucedida médica, mas que não possui vida social e no dia em que ela teria um encontro as escuras marcado pela irmã ela acaba sofrendo um acidente e nunca chega lá. Então vemos David Abbott (Mark Ruffalo), um paisagista vivendo uma depressão profunda, ou seja, praticamente não vivendo e ficando todo o tempo no novo apartamento que ele alugou, mas não é que surge uma mulher do nada (Elizabeth) dizendo que o apartamento é dela. Demora um tempo até os dois entenderem o que esta acontecendo e enquanto isso ele procura diferentes "ajudas" para expulsar o espirito e também gera as cenas mais engraçadas do filme, mas na verdade, o que eu gosto no filme é a sensibilidade nas pequenas coisas e forma com que a relação vai sendo construída. Bom e a cena final é tão fofinha!!! ★★★★☆








9 - Pixals (2015): essa é uma comedia com Adam Sandler meio besta onde eles tem que enfrentar alienígenas que acham que uma serie de videogames antigos que foi enviado em uma capsula para o espaço e acharam que era uma declaração de guerra, então eles invadem a Terra agindo com os games dos anos 80 e nessa hora entra em cena uma turma de Nerds e loosers que tem que salvar o dia. Achei bem bobo, não gostei das piadas, mas talvez se você for muito fã de games pode ser que goste, os efeitos ficaram muito bons, tinha tudo para ser tosco, mas não foi. ★★☆☆☆





Series:


Não assisti nenhuma serie.

Internet:


Não vou indicar nada dessa vez.

















Blog:

1 - Resumo do mês de Agosto.
2 - Lidos de Agosto.



Até a próxima,

Dani Moraes









Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Lidos: Agosto de 2018









Olá Pessoal, tudo bem?


Setembro já esta acabando e lá vamos nos falar um pouco sobre as leituras de agosto, mas como já virou costume dizer, antes tarde do que nunca e já vou adiantando que não foi um mês muito cheio de leituras, no entanto,  setembro vai ter ainda menos, porque ultimamente minha vida anda cheia de trabalho e com pouco tempo, mas foram leituras interessantes e vale a pena comentar.





1 - Guardiões do Louvre - Jiro Taniguchi (Pipoca & Nanquim): esse foi o primeiro mangá lançado pelo Pipoca & Nanquim e vai trazer a história de um mangaká que depois de passar alguns dias doentes na França ele decide visitar o Louvre onde é visitado por algumas"entidades" os Guardiões do Louvre que lhe mostram o museu e contam sua história. A arte do quadrinho é maravilhosa e só por isso já valeria a pena. Acho que esse é um excelente mangá de entrada, e quem ama arte vai gostar ainda mais. Recomendadíssimo! Falei  mais sobre em um vídeo no IGTV do instagram. ★★★★★






2 - Josefina - Desejo, ambição e Napoleão - Kate Williams (Leya): essa é uma biografia sobre da mulher que foi o grande amor de Napoleão, uma crioula nascida na ilha de Martinica, que não teve uma vida muito fácil, mas que também não era uma pessoa exatamente fácil. Josefina cuidou de seus filhos, teve que se virar como pode, então, ela fez escolhas difíceis e de certa forma foi revolucionária, mas muitas vezes isso a tornava alvo das criticas da sociedade. Napoleão a amou com desespero e loucura, ela o traiu, ele a desprezou  e ela permaneceu sempre ao lado dele. Para o bem e para o mal Josefina e Napoleão foram essenciais na vida um do outro. A biografia é muito bem escrita e conseguiu me manter envolvida e interessada, além de trazer muitas referencias e ser bastante imparcial nem tentando construir um mito e nem tornando-a um demônio. Recomendo bastante e fiquei com vontade de conhecer mais sobre o período e como comprei um livro sobre os últimos dias de Napoleão devo lê-lo em breve. ★★★★★








3 - Um milhão de finais felizes - Vitor Martins (Globoalt): esse é o segundo livro do Vitor Martins e o primeiro que eu li. Um YA contemporâneo que traz a história do Jonas, um jovem que finalizou o ensino médio e esta um pouco perdido sobre o que fazer na vida, mas sonha ser um escritor e sempre anda com uma caderneta onde anota suas ideias para livros, até que um dia, um belo ruivo entra no café onde ele trabalha e então ele tem a ideia de escrever uma história sobre dois piratas gays inspirada nos dois. Vivendo em uma família tradicional que não sabe da sua orientação sexual Jonas vai sofrer muitas dificuldades. O livro tem um tom muito verdadeiro, apesar de ter alguns momentos tristes e profundos consegue trazer aquele tom de esperança e que nos leva a acreditar no lado bom da vida. Tem uma opinião um pouco mais completa no instagram ★★★★☆






4 - Vidas na noite - Aione Simões (Independente): esse é um pequeno e-book que foi lançado pela booktube do Minha Vida Literária através da Amazon. O livro tem cinco pequenos contos que passam por diferentes estilos, YA, chick-lit, erótico e até thriller tendo como elemento comum o bar. Todas as ações ocorrem praticamente ao mesmo tempo, porém não há interação entre os personagens que estão focados na própria vida e anseios. Eu gostei e acho que dá para ver o potencial da Aione, mas achei algumas coisas bastante clichês e previsíveis e por incrível que pareça o conto que mais me surpreendeu foi o erótico que é dos estilos o que eu menos gosto. No geral, acho que vale a pena conhecer até porque o livro é bem curtinho e já deu para sentir o potencial. ★★★☆☆


Por hoje é isso,


E vocês já leram algumas desses livros?


Até a próxima,

Dani Moraes







Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Encerramento do mês: Agosto de 2018









Olá Pessoal, tudo bem?


Quase um mês sem aparecer por aqui, então estamos muito atrasados.




O mês de agosto que é considerado tão comprido por todos, mas para mim passou voando, e como estou trabalhando muito, infelizmente não consegui ser muito presente aqui, mas também lancei quatro vídeos tanto no IGTV quanto na página do facebook, portanto, me acompanhem pelas redes sociais também para ficar mais por dentro do que eu ando lendo e assistindo.






Filmes:





1 - O plano imperfeito (2018): é um filme sobre dois assistentes cujos chefes aterrorizam suas vidas com tarefas e dias intermináveis. A fim de conseguirem ter de volta suas vidas sociais, Harper (Zoey Deutch) e Charlie (Glen Powell) unem forças para que os chefes Kirsten (Lucy Liu) e Rick (Taye Diggs) se conheçam e se apaixonem. Comédia romântica, yes, se você já leu esse blog sabe que eu adoro esse gênero e já fazia um tempinho que não assistia nada e fiquei muito feliz ao perceber que a Netflix também vem investindo em produções originais nesse gênero. E sim, veio cheinho de clichês, mas comédia romântica é assim que a gente gosta, a interação entre Harper e Charlie é excelente e vamos nos envolvendo fácil na história e quando vemos já foi. Excelente para aquele momento que você quer relaxar e ver um coisa leve e bem feita. ★★★★☆
















2 - Katy Perry - Part of me (2012): eu assisti a um vídeo antigo da Carol  Moreira e fiquei com vontade de assistir alguns documentários sobre cantores e comecei pelo da Katy porque eu adoro ela, acho sua musica divertida e para cima. Esse documentário acompanha a turnê Califórnia Dreams, até então, a maior feita pela Katy, mas através de flashbacks, inclusive, com alguns vídeos gravados na época vamos descobrindo um pouco sobre o passado da cantora, crescendo em uma família cristã bastante rígida onde musicas, filmes e livros eram censurados pelos país. Começando como uma cantora gospel acompanhamos sua luta até encontrar o sucesso. E assistindo esse filme passei a respeitar mais a cantora, pois durante a turnê ela passa por um momento pessoal muito difícil e ainda assim, ela segue com seus compromissos profissionais. Gostei bastante, achei o filme verdadeiro e é sempre importante entender que artistas são pessoas como nós. ★★★☆☆








3 - Gaga: five foot two (2017): continuando nos documentário sobre músicos, agora de Lady Gaga, esse acompanha o período em que ela estava preparando o disco Joanne, que foi uma virada na carreira da cantora, que começou como aquele personagem que fazia de tudo para impactar e estranhar e nesse trabalho faz uma coisa muito mais pessoal e introspectiva. Foi bem legal  ver uma Gaga mais real, assim como, o documentário da Katy achei que foi bem real, inclusive mostrando os momentos de fragilidade da famosa. Ao contrário, do doc anterior esse aqui não volta no passado para mostrar a trajetória da cantora, mas rola muitas conversas entre ela e os membros da equipe e em uma dessas conversas ela fala um pouco sobre o porquê dela ter aquele comportamento "Freak" e é muito interessante ver como muitas vezes certos comportamentos estranhos ou exacerbados muitas vezes são formas de se defender. Outra coisa marcante em ambos os caso é a solidão, sempre tão cercados de pessoas, os famosos, são solitários. ★★★☆☆











4 - O quarto de Jack (2016): esse foi o filme que deu o Oscar de melhor atriz para Brie Larson, que será a capitã Marvel no cinema, baseado  no livro de mesmo nome da autora Emma Donoghue, levemente inspirada no caso real revelado em 2008 (e que ganhou o noticiário internacional) de uma jovem que foi mantida em cativeiro na Áustria pelo pai (e abusada sexualmente por ele) durante 24 anos, no episódio que ficou conhecido como o Caso Fritzl. Um filme pesado que vai contar a história de Jack (Jacob Tremblay), um garoto que não conhece nada do mundo, dado que, ele vive trancado em um quarto junto com a sua mãe Joy (Brie Larson) que era apenas uma colegial quando foi sequestrada e mantida em cativeiro pelo Velho Nick (Sean Bridgers). Joy faz de tudo para manter Jack em segurança e fazer com que sua vida seja a melhor possível, porém ela quer deixar o quarto e precisará contar com Jack para isso. Algumas partes do filme são angustiantes, principalmente, quando nos colocamos no lugar dos protagonistas. Mas, por mais ambíguo que possa ser o filme com essa temática pesada consegue ser poético e delicado, um ponto que contribui para isso, foi a narrativa através dos olhos da criança. Vale a pena assistir. ★★★★★








5 - Zapped (2014): Zoey Stevens (Zendaya Coleman) é uma colegial, excelente dançarina e viciada em seu smartfone, porém ela esta com problemas para se adaptar a sua nova vida com um padrasto um pouco barulhento e três novos irmãos, um adolescente hiperativo, um garoto que adora cozinhar coisas estranhas, um outro um tanto sujinho e claro, um cachorro que apronta um monte. E para piorar, parece que todos os meninos da escola dela são uns babacas, todos não, tem um garoto bonito, um tanto misterioso que parece ser diferente dos outros. Porém depois de um acidente com o seu celular ela descobri que seu aplicativo pode controlar os garotos, mas é obvio que como todos os outros filmes com essa temática as coisas vão sair um pouco do controle. Achei divertido, um típico filme da Disney. ★★★☆☆







Series:



Esse foi o mês de tentar colocar algumas series em dia, então vamos lá:












1 - Love (3.1 - 3.12): essa foi a terceira e ultima temporada de Love e que eu posso falar sobre essa serie que tem um lugarzinho no meu coração? Essa é uma serie que mostra o amor de forma  realista, não tem grandes rompantes, tem convivência sincera, momentos memoráveis, dificuldades e divergências. Aqui o relacionamento de Mickey e Gus esta bem mais consolidado e sem aqueles dramas que estiveram tão presentes na primeira temporada, vemos o amadurecimento da relação, coisas como viajar junto, conhecer a família e discutir sobre filhos vem a tona. Gostei de como a trama foi conduzida, como os personagens evoluíram, como a Mickey deixou aquele ímpeto de autodestruição e o Gus começou a admitir seus erros. E sim, os personagens secundários também mereceram seu destaque como o Dr. Greg que se desespera ao perceber que esta perdendo a fama, e a forma como a Mickey lidou mostra como ela evoluiu ao longo das temporadas. Recomendo para quem quer ver uma serie tranquila e gostosinha.  ★★★★☆














2 - Cara gente branca (2.1 - 2.10): ano passado assim que eu terminei a primeira temporada dessa serie fiz um post para falar o porquê eu considero importante que todos assistam a essa serie. E minha opinião nesse sentido se mantém, então leiam o post para maiores informações.




Para contextualizar a serie que foi inspirada em um filme de mesmo nome acompanha um grupo de alunos negros em uma universidade importante norte-americana com predominância de pessoas brancas e inicia quando uma revista humorística chamada Pastiche resolve fazer uma festa de Halloween no estilo blackface (quando pessoas brancas se "fantasiam" de negros pintando o rosto e usando perucas), e os alunos negros do campos decidem fazer alguma coisa e acabar com a festa. Essa festa foi o estopim para explodir os conflitos entre os alunos do campus.Cada episódio foca em um dos personagens principais, trazendo seus dramas e contextualizando no ambiente social e politico da universidade. A serie tem um narrador que faz sempre umas intervenções interessantes como dados históricos e etc.





Não vou falar especificamente sobre o enredo da segunda temporada para não dar spoilers, mas basicamente todos estão vivendo as consequências de um grande evento ocorrido no ultimo episódio da primeira temporada. Sendo bastante sincera, acho a primeira temporada mais impactante, mas isso pode ser devido ao fator "novo", tenho um pouco de medo de nas próximas temporadas a serie começar a se repetir muito com relação aos assuntos retratados, porque a temporada como um todo manteve o nível. A estrutura se manteve a mesma focando em um personagem por episódio. Pontos altos: episódio da Joelle, ela estava merecendo mais destaque na serie, Lionel descobrindo os relacionamentos e a sexualidade e Troy será que teremos uma transformação?



Uma das grandes sacadas da temporada foi a criação do programa de rádio Cara Gente de Direita ou no original Dear Right People, uma clara referencia ao programa da Samanta Dear White People, onde são apregoadas ideias absurdas de extrema direita, nossos protagonistas ficam impressionados, mas o pior é que isso não acontece apenas na ficção já que o discurso desse grupo se alinha muito bem a de alguns dos nossos candidatos a presidência da republica.  ★★★★☆





Se meus argumentos não te convenceram a assistir a essa serie quem sabe esse artigo não o faça: https://super.abril.com.br/cultura/13-motivos-para-assistir-cara-gente-branca-e-entender-mais-sobre-racismo/








Internet: já esta enorme, então, não vou indicar nada.










Blog:



1 - Lidos de Julho de 2018
2 - TAG dos 50%
3 - Resumo do mês de Julho de 2018






Vídeos na página do Facebook (também estão disponíveis no IGTV):




1 - Book Haul da Bienal
2 - Especial Dia dos Pais - Filmes que retratam a relação pai e filho
3 - Comentando o livro - Super Ocupado
4 - Comentando o mangá - Guardiões do Louvre











Até a próxima,

Dani Moraes









Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

Encerramento do Mês: Julho de 2018




Olá Pessoal, tudo bem?



Esse não foi um mês com muito movimento por aqui, estou tentando manter pelo menos um post por semana, mas também estou bastante ativa no instagram, então quem quiser pode me seguir por lá, estou tentando fazer um vídeo por semana para a IGTV, além do que sempre tem stories aleatórios e fotos no feed.



Com relação a filmes e series também foi um pouco parado, minha lista de querências tanto de filmes, mas principalmente de series é praticamente infinita e mesmo assim, as coisas foram muito devagar por aqui. Mas chega de blá blá e vamos ao que interessa.




Filmes:




1 - Os incríveis (2004): Com todo aquele clima pré-estreia do novo filme, um monte de gente comentando nos canais da vida, me deu vontade de rever esse filme até para relembrar a história dessa família tão legal e porque o filme fez tanto sucesso. Quando esse filme foi lançado não estávamos no boom dos super-heróis do cinema, na verdade, foi até meio surpreendente o sucesso do filme, afinal ele tem uma proposta diferente, uma família com superpoderes em um mundo onde os super-heróis foram proibidos. Roberto Pera, o pai da família já foi o maior super-herói da Terra e hoje tem um trabalho super entediante em uma seguradora, mas ele tem uma oferta para voltar aos tempos áureos, atuando como herói, com uma missão secreta em uma ilha deserta. Sua esposa Helena também foi uma grande super-heroína - Mulher-Elástica e seus filhos mais velhos também tem super poderes e tentam se adaptar a uma vida normal, nunca podendo revelar seus poderes. Vi um comentário na internet que os poderes da família tem uma relação com o seu papel social e familiar: O senhor incrível é forte, como todo o pai tem que ser para proteger os filhos e a família, Mulher-Elástica que tem que se esticar e se dobrar para dar conta de tudo, Violeta é adolescente, insegura pode torna-se invisível ou construir barreiras de forças para se proteger, Flecha com sua super velocidade representa a hiperatividade característica da criança nessa idade e Zezé é um bebe e por isso, mesmo um mistério, um poço de possibilidades.  O filme é muito gostoso de assistir, ver a família atuando e se completando é maravilhoso. E o vilão e sua motivação aceitáveis. E claro, nunca se esqueçam de Edna, a melhor personagem. ★★★★★










2 - Eu não sou o seu guru (2016): esse é um documentário da Netflix que vai acompanhar os bastidores do megaevento: Encontro com seus sonhos, comandado pelo conhecido coach Tony Robbins, que usa técnicas não ortodoxas para ajudar as pessoas a mudar a vida e alcançar seus objetivos. Achei bem interessante, principalmente, para entender um pouco a forma que Tony Robbins* trabalha, como um dos expoentes da PNL, e uma coisa que, é possível perceber é que seus eventos são intensos. E se você realmente assistir com atenção, vai parar para pensar em pelo menos uma das suas atitudes e como elas podem estar prejudicando a sua vida ★★★☆☆



Eu não sou seu guru, eu não vim aqui para consertá-los porque vocês não estão quebrados e eu sei disso. Mesmo se acham que estão quebrados, eu lhes mostrarei que não estão“. — Tony Robbins.






* Caso você não saiba quem é, ele é um coach estadunidense famoso, palestrante, uma das pessoas que popularizou o PNL (programação neorolinguística) algumas das pessoas com as quais ele trabalhou são: Bill Clinton, princesa Diana, Mikhail Gorbachev, Madre Teresa e até Nelson Mandela (fraquinho, não?).






3 - Os incríveis 2 (2018): E catorze anos depois eles estão de volta, os acontecimentos desse filme são imediatamente posteriores ao primeiro, ele volta na cena em que o escavador ataca a cidade, mas ao contrário do que possamos imaginar a sociedade não fica agradecida e, na verdade, culpa a família pela destruição e, mais uma vez, eles são obrigados a se esconder. Porém, surge uma empresa que pretende reverter essa situação, mudando a imagem os heróis frente ao grande publico e para isso, eles escolhem a mulher-elástico o que deixa O senhor incrível com o orgulho ferido, ela vai para as ruas enfrentar o crime e pavimentar o caminho para o retorno triunfante dos heróis, enquanto ele fica em casa cuidando dos filhos, tentando lidar com a Violeta, uma adolescente passando por uma desilusão amorosa, Flecha e a matemática, e claro, o pequeno Zezé e seus poderes incríveis e um pouco destrutíveis. Faltou uma grande cena da família toda lutando, eles estão sempre separados com as narrativas correndo em paralelo, mas foi interessante vermos o protagonismo feminino e ao mesmo tempo mostrar que tanto estar fora trabalhando quanto em casa cuidando e educando as crianças são atividades de igual importância. Zezé e Edna continuam sendo o alivio cômico principal e protagonizaram a melhor cena. O vilão foi um pouco fraco, mas o conceito em si interessante, o hipnotizar através de telas, pode ser entendido como uma critica a nossa sociedade de telas constantes. No geral, o filme é muito bom, bem feito e divertido! ★★★★☆









4 - O ataque do Zezé (2005): é um curta que foi produzido para versão DVD de Os incríveis que mostra o que aconteceu quando o Zezé ficou com a babá, ou seja, a primeira manifestação dos poderes do Zezé. ★★★★★ Esta disponível no youtube.






Series:



1- Jane the virgin (3.1 - 3.20): eu voltei a assistir essa serie exatamente dois anos depois, e a segunda temporada havia acabado com um momento muito tenso. Apenas, para situa-los Jane the virgin, é uma serie inspirada em uma novela venezuelana e por isso mesmo, faz muita brincadeira com gênero, e isso, com certeza é o que torna a serie muito especial. E como toda a boa novela tem muito humor, romance e uma pitada de crime e mistério. O mote principal é que Jane, uma descente de imigrantes, foi criada com muitos sonhos românticos, assistindo as telenovelas e lendo seus romances. Ainda criança, sua avó contou um história bastante trágica fazendo com que ela se decidisse manter-se virgem até o casamento, mas durante um Papanicolau ela é acidentalmente inseminada artificialmente, e para piorar tudo, o dono do sêmen é seu atual patrão e antigo crush, realmente antigo, pois Jane atualmente é noiva do policial Mike.



Não quero falar sobre o enredo da terceira temporada para não dar spoilers para quem não assistiu, mas gostaria de dizer que, essa temporada brincou com meus sentimentos e meu coração, primeiro me enche de esperança e me deixa feliz, para do nada, em um movimento bastante inesperado esmagar meu coraçãozinho! Sim, estou dramática como uma boa novela.



Além dessa, grande reviravolta e todo o trama gerado, que foi muito legal para série. Gostei da trama envolvendo a Pietra e a irmã, mas a história da Sin Rostro já deu, né... a primeira vez, já foi absurdo, mas ficar usando o mesmo recurso toda hora não dá, vamos explorar outras possibilidades.

Gostei muito também da evolução do personagem do Rafael, que precisou passar por muita coisa para evoluir e crescer e da forma que terminou essa temporada vai passar por muito mais.



A quarta temporada já terminou nos EUA e a critica é muito positiva com muita gente dizendo que foi a melhor temporada, não encontrei a data de estreia na Netflix.



Com certeza essa é uma das melhores series que misturam drama e comédia e por isso, eu recomendo muito.




Internet:



Eu sei que a copa já terminou a algum tempo, mas gostaria de recomendar um texto muito interessante que discute aquela questão polemica onde os jogadores croatas estavam sendo taxados como fascistas:http://m.trivela.uol.com.br/a-croacia-o-nacionalismo-e-os-perigos-de-atribuir-rotulo-de-fascista-em-um-pais-tao-complexo/?utm_source=t.co&utm_medium=referral&utm_campaign=mobile-redirect&qs=2018-6-17-7



Ainda no tema da copa (eu sei que estou atrasada, mas antes tarde que nunca) queria recomendar uma playlist da Piaui com vários jogadores das antigas da seleção brasileira discutindo diversos assuntos do mundo da bola, ainda não assisti a todos, mas por exemplo, o que traz o goleiro de 50 é triste.




Blog:



1 - Lidos de Maio/2018
2 - Resumo Maio e Junho/2018
3 - Lidos de Junho/2018
4 - Comentário livro: A garota que bebeu a lua



Me acompanhem também nas redes sociais, principalmente instagram e a página no facebook, estão saindo vídeos toda a semana por lá.



Até a próxima,

Dani Moraes



Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS
Post Icon

TAG: 50%


Olá Pessoal, tudo bem?
 
Faz tempo que não temos TAG no blog, mas essa além de ser muito legal para refletirmos sobre nossas leituras, já é tradição, então vamos a TAG dos 50%.
 
Uma TAG que foi traduzida pelo Vitor do Geek Freak e que tem como objetivo fazer um balanço geral do nosso ano de leitura até agora.
 
 
1. O melhor livro que você leu até agora, em 2018.
 
 
A longa viagem a um pequeno planeta hostil - Becky Chambers (Darkside): essa é uma ficção cientifica que acompanha um grupo de tripulantes multi-especies que trabalha em uma nave que faz longas viagens para fazer tuneis para ligação de diferentes lugares na galáxia. E esse livro é maravilhoso não só porque em termos de ficção cientifica ele é muito bem feito com explicações muito plausíveis e que realmente faz com que acreditemos na história, não o mais importante desse livro é que ele é sobre relações humanos, mesmo que nem todos os personagens sejam humanos, é uma ode a amizade, a diversidade e a aceitação. Além disso, a escrita da autora é envolvente e você não consegue parar de ler porque você se importa com aqueles personagens e quer saber o que irá acontecer com eles. Mais do que recomendado! Aqui no blog tem um post enorme só falando o porque eu amei esse livro! Aliás esse livro teve um hype enorme ano passado, deixei passar o hype, mas conclui que esse mereceu o hype que teve.
 
 
2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2018
 
Vamos lá para variar não li muitas continuações: li uma serie de época inteira dos Irmãos MacCabe, comecei a ler a Triologia dos Espinho, mais um de Os Bridgertons e li os dois primeiros e se contar quadrinhos li mais dois da Miss Marvel.
 
Então vou eleger:
 
 
 
Para sir Phillip, com amor - Julia Quinn (Arqueiro): com certeza não é o meu preferido da serie, mas como sempre a Julia não decepciona com seus diálogos inteligentes e história envolvente. Esse é um livro de segundas chances, pela primeira vez na serie, temos retratado um segundo casamento, além disso, a forma com que os dois se aproximam também é diferente do que já vimos na serie. Post no blog.
 
3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.
 
Na verdade tem vários, as continuações da rainha de tearling, o segundo livro da Becky Chambers, A guerra que me ensinou a viver, mas nenhum desses eu tenho, então preferi selecionar para essa resposta livros que já tenho aqui em casa.
 
 
Garotas de Neve e Vidro - Melissa Bahardoust (Plataforma 21): esse é um reconto de Branca de Neve, mas onde madrastra e enteada não são inimigas. Fiquei bem intrigada.
 
/
 
Conto de Areia - Jim Henson (Pipoca e Nanquim): estou querendo muito ler porque a história parece muito maluca, e nós gostamos de maluquices...
 
 
4. O livro mais aguardado do segundo semestre.
Nenhum, não sou ligada em lançamentos e já existe tanta coisa lançada que quero ler. Claro que fica o apela as continuações de series, mas das que eu quero não tem nada previsto para o segundo semestre.
 
5. O livro que mais te decepcionou esse ano.
 
 
 
A ilha do Dr. Moreau - H.G.Wells (Alfaguara): esse livro é um clássico da ficção cientifica e não é que eu tenha achado ruim só esperava mais, esperava me empolgar mais e me envolver mais, mas no final foi apenas um livro ok.
 
6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.
 
 
Jeremias - Pele - Rafael Calça & Jefferson Costa (Panini/MSP):  resolvi escolher esse quadrinho, porque sempre esperamos coisa boa da Graphic MSP, mas nesse caso, foi mais que coisa boa, foi coisa importante porque discutir racismo e representatividade na nossa sociedade é o que mais queremos. Falei sobre ele no IGTV.
 
 
7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).
 

Becky Chambers - um pouco previsível levando em consideração meu livro favorito do ano.

 
8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente: acho essa pergunta muito engraçada, porque não sou de ter crush literário, mas se for para escolher um personagem fofo que poderia conquistar meu coração eu escolho A de Todo dia, tem coisa mais fofa que ele mesmo com todo o negócio de troca de corpo saia todos os dias procurando pela sua amada, além disso, ele (estou usando pronome masculino na falta de pronome neutro) é inteligente, divertido, responsável e preocupado com os impactos que ele pode causar na vida das pessoas.
 
9. Seu personagem favorito mais recente: vou roubar e falar de um personagem que tecnicamente eu li no segundo semestre (julho) D'Artagnan de Os três mosqueteiros, ele é honrado, esperto e gosto muito da forma que ele pensa e
 
10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.
 
 
Todo Dia - David Levithan (Record): Geralmente essa não é uma categoria difícil para mim porque eu sou uma chorana, mas não é que dessa vez, precisei pensar bastante, mas sim, eu chorei um pouco com essa leitura, principalmente, com o final. Esse é um livro muito sensível que nos leva a repensar as nossas relações. Comentário no blog.
 
11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.
 
 
 
Pollyanna - Eleanor H. Porter: esse é um clássico da literatura infantil que li totalmente influenciada pela Mel do Tea with Mel. A história é muito fofa com uma menina que transforma a vida de todos ao seu redor com o seu otimismo e seu jeitinho todo especial de ver a vida. Recomendo.
 
12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2018.
Por mais incrível que pareça não assisti nenhuma adaptação de livros esse ano.
 
13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).
 
Essa foi difícil.. não estava lembrando de nenhuma resenha que tenha me marcado, então fui olhar as minha próprias resenhas e a minha preferida foi a do livro preferido Conan - o bárbaro.
 
14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.
 
Laranja Mecânica - Anthony Burgess (Aleph): a edição comemorativa.
 

Capa sem a jacket


Um exemplo de ilustração
 
15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?
Os livro que estão nas minhas metas para esse ano, estou bastante atrasada, mas ainda dá tempo e também um livro que eu acabei de comprar Josefina - Kate Williams.
 
Acho que é isso e vocês como foi o primeiro semestre para leituras?
 
Até a próxima,

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e Instagram (danimoraes02).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS