Post Icon

Lidos: Abril/2018



Olá Pessoal, tudo bem?

Depois de uma paradinha para o Especial Dia da Toalha, voltamos a tentativa de colocar as coisas em dia aqui no blog.

Até que o mês rendeu em leituras, até porque esse foi um mês em que eu viajei e geralmente não leio muito quando viajo, mas 4 livros foi uma quantidade bem boa para mim. E foram bons livros, com diferentes temas.


1 - A garota que bebeu a lua - Kelly Barnhill (Galera Record): uma fábula onde um povoado triste e oprimido todos os anos sacrifica uma das suas crianças em troca de proteção contra uma suposta bruxa, no entanto, a mesma bruxa não consegue entender porque as pessoas são tão más e abandonam os seus pequenos na floresta, aos quais, ela acolhe e leva para serem adotados nas cidades livres do outro lado da floresta. Um dia sem querer ela acaba alimentando uma dessas crianças com a luz da lua, dessa forma, dando poderes mágicos a mesma, assim ela passa a cuidar ela mesma dessa criança. Enquanto isso, a vida segue triste e pesada no povoado do protetorado até que um homem que nunca se conformou com essa situação decide confrontar a bruxa. O livro é muito envolvente e surpreendente e te mantém envolvido com a história e seus personagens do começo ao fim, você simplesmente se importa com todos eles. É um livro cheio de camadas e sendo uma fábula pode ser lido com diferentes interpretações, desde a leitura mais superficial como simplesmente uma história fantástica de bruxas, até uma alegoria um pouco mais elaborada sobre opressão e ditadura do medo. Vale muito a pena a leitura. ★★★★★



2 - Para Sir Phillip, com Amor (v.5) - Julia Quinn (Arqueiro): e já batemos o recorde de leitura de romances de época no ano, acho que nunca li mais do que 2 esse ano estamos no quarto, uma vez que, eu li a Triologia dos Irmãos McCabe, mas Julia é rainha. Aqui temos Eloise, a irmã que tinha escolhido ser solteirona, até que sua melhor amiga e companheira se casou, então ela decide dar uma chance e conhecer Sir Phillip, um homem com o qual ela vem trocando cartas sistematicamente. Porém quando os dois se encontram eles não são exatamente o que um esperava do outro, ele é bonito, porém rustico, calado e introvertido e é claro, esqueceu de mencionar os filhos (uma dupla de pestinhas), ela independente, não se cala nunca e tem uma opinião para tudo. É um livro sobre superação, segundas chances e recomeços. E mais uma vez a autora não erra na fórmula e no final lá estamos nós novamente com o coração quentinho e com um sorriso bobo no rosto. Post no blog. ★★★★☆


3 - Todo dia - David Levithan (Record): esse foi o segundo livro da minha meta lido, ou seja, estou bem atrasada, mas estamos no jogo. Falando sobre o livro ele tem um enredo bastante diferente, onde um ser chamado A não possui um corpo e todos os dias ocupa corpos diferentes, independente de sexo, raça ou condição social, e ele já estava acostumado com essa vida sem raízes, vivendo um dia de cada vez, sem interferir diretamente na vida de seu anfitrião até que um dia ele conhece Rhiannon, a namorada de Justin, o corpo que ele esta no momento. A partir de então, ele passa a buscar uma forma de se encontrar com Rhiannon e viver o seu amor. O interessante é que vivemos junto com A o dia-a-dia das diferentes personagens que ele ocupa, seus problemas, anseios, medos e tristezas, o que foi uma sacada muito interessante, porque dessa forma é possível discutir muito problemas como problemas psicológicos como depressão, drogas, a questão de gênero e outros. O livro é muito bem escrito e consegue te manter interessado e a história de amor convence. Portanto, recomendo a leitura do mesmo. Post no blog. ★★★★★



4 - Cyberstorm - Matthew Mather (Aleph): essa é sci-fi que traz uma história apocalíptica, mas não é um apocalipse que já vimos por aí, aqui temos um ataque cibernético onde os principias sistemas que alimentam as grandes cidades: logística, energia elétrica e distribuição de água são interrompidos, tudo isso, associado a uma rede de boatos, com noticias de possíveis epidemias, mais a falta de comunicações oficiais levando a difusão de teorias da conspiração e a maior nevasca dos últimos tempos levaram o verdadeiro caos a Nova Iorque. Pessoas lutando pela sobrevivência da forma que podem, vendo seus instintos animais a tempos dormentes voltando a ditar comportamentos. Em meio a tudo isso, Mike que vive uma crise no casamento luta para manter sua família em segurança. O livro me deixou tensa do inicio ao fim, até porque o cenário apolítico desenhado me pareceu em alguns momentos mais que possível e sim provável. Além da ação, que para mim é o principal do livro, pessoas buscando a sobrevivência, o livro ainda traz várias discussões sobre o uso das tecnologias, segurança e liberdade. Gostei bastante, mas é um livro que não é nenhuma unanimidade é só ver as resenhas no skoob, mas se você curte uma história de sobrevivência provavelmente esse livro é para você.  Post no blog. ★★★☆☆


Por hoje é isso,
Até a próxima,

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comentários:

Michelly Melo disse...

Oii!
Ah, Todo Dia está na minha lista a muuuuito tempo, mas eu ainda não tomei vergonha na cara para ler haha. Eu não conhecia A garota que bebeu a lua, mas eu me apaixonei pela capa! *-*

Beijos
www.ventodoleste.com.br

As verdades que o pinoquio conta disse...

Mi,
Aproveita que vai sair o filme e leia Todo dia vc não vai se arrepender... Além da capa linda A garota que bebeu a lua também é uma leitura muito interessante!
Bjus

Postar um comentário