Post Icon

Os amores dfíceis

Ítalo Calvino
 

 
Olá Pessoal, tudo bem?
 
Hoje vamos conversar sobre Os amores difíceis do Ítalo Calvino, um livro que li para participar do leituras compartilhadas dos espanadores, mas acabei não conseguindo ir.
 
Esse é um livro de contos e é sempre muito difícil falar sobre livros de contos, o livro é dividido em duas partes: os amores difíceis e a vida difícil. A primeira parte tem 13 contos curtos, cujo o tema de uma forma ou de outra permeia o amor, na maior parte do tempo não o amor romântico, em alguns o amor erótico (a aventura de um soldado, a aventura de uma esposa), o amor por uma atividade (a aventura de um leitor, a aventura de um fotografo) ou até mesmo o amor a si próprio ou a autopreservação (a aventura de uma banhista). Já na segunda parte trata das agruras da vida e os problemas que temos que lidar no primeiro as formigas e no segundo o smug (poluição).
 
A escrita do Calvino é muito bonita sem ser difícil e outra coisa que me surpreendeu é a capacidade de descrever as pequenas coisas e ações do dia-a-dia dando um significado todo especial as mesmas como acontece, por exemplo, na aventura de um viajante. No entanto, eu não gosto do encerramento dos contos, para mim os finais são abruptos e deixam em algo em aberto, todos tem um paragrafo de efeito e terminam, mas apesar dessas frases geralmente serem muito bonitas, não faz tanto sentido para mim.
 
Meus contos preferidos foram:
 
A aventura de um soldado, onde em uma viagem de trem um soldado inicia uma brincadeira de sedução (nem um pouco inocente) com uma viúva;
 
A aventura de uma banhista uma senhora muito seria decide utilizar uma roupa de banho em duas peças e acaba perdendo a parte de baixo no mar quando a praia esta cheia, as reflexos sobre nudez, sociedade e exposição são muito interessantes;
 
"Ou então não, talvez sua vida tivesse sempre consistido naquela da senhora vestida que ela também havia sida em cada um de seus dias, e sua nudez lhe pertencia tão pouco, era um estado irrefletido da natureza que se revelava de quando em quando, causando espanto nos seres humanos, a começar por ela."
 
A aventura de um fotografo um conto sobre um homem que se torna aficionado pela fotografia, um tanto atual, com essa nossa mania de tentar registrar tudo e muitas vezes criar o registro pelo registro;
 
A aventura de um leitor quem não se identifica com a sensação de que as pessoas e as convenções sociais muitas vezes estão atrapalhando o que realmente queremos que é continuar na leitura;
 
A aventura de um viajante adorei como o Calvino faz todo e qualquer movimento se tornar parte de um ritual muito maior e mais importante o encontro com o grande amor, muito singelo e muito lindo.
 
A aventura de um esposo e uma esposa descrevendo em por menores um dia na vida desse casal percebemos nas pequenas coisas do dia a dia a demonstração de amor, muitas vezes, no simples fato de compartilharem o mesmo lado da cama. Esse foi meu conto preferido.
 
"Elide ia para a cama, apagava a luz. De seu próprio lado, deitava, espichava um pé em direção ao lugar do marido, para procurar o calor dele, mas toda vez reparava que onde ela dormia era mais quente, sinal de que Arturo também havia dormido ali, e isso despertava nela uma grande ternura."
 
E apesar de não ter achado o livro espetacular estou curiosa para conhecer o Calvino romancista.
 
Livro: Os amores difíceis
Autor: Ítalo Calvino
Editora: Companhia de Bolso
239 páginas
 
E vocês conhecem o Calvino? Me recomendam algum outro livro?
 
Por hoje é isso,
Até a próxima
 
Dani Moraes
 
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes), Instagram (danimoraes02) e Snapchat (danielapmoraes).
 
 

 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comentários:

Lígia disse...

Gosto muito do Calvino e fiquei com vontade de ler esse livro. Dos livros que li do autor, recomendo "O visconde partido ao meio". :)

As verdades que o pinoquio conta disse...

Ligia,
Realmente sou muito curiosa para ler esse livro até porque nos próprios textos de apoio desse livro o Visconde é muito citado. Coloquei na minha whishlist vejamos...

Postar um comentário