Post Icon

Livros Lidos de Agosto/2017



Olá Pessoal, tudo bem?

Esse foi um mês muito corrido e não consegui ler muita coisa, então se compararmos com a minha TBR original foi até um fracassinho.. mas na verdade, eu amei minha leituras o que fez o mês mais que valer a pena.




1 - O condenado - Bernard Cornwell (Record): Esse é um romance histórico misturado com thriller que se passa no inicio do século XIX logo após as guerras napoleônicas, quando o ex-capitão inglês Sandman, se vê desmoralizado na sociedade (seu pai deu um golpe e quando se viu sem nada acabou se suicidando), pobre, sem noiva e sem emprego em Londres, ele é contratado para investigar o caso de um jovem pintor que aguarda para ser enforcado pelo assassinato de uma nobre. Então começa uma corrida contra o tempo para provar a inocência do acusado em que ele contará com a ajuda de alguns personagens excêntricos, um lorde erudito e viciado em críquete, uma jovem que ganha a vida como modelo de pintura e um ex-combatente que ganha a vida como uma espécie de segurança particular em um clube de cavalheiros. Gostei do livro, a escrita é fluida e rápida, a ambientação histórica muito bem feita,  com algumas cenas muito frenéticas, a parte do thriller em si, poderia ser melhor, mas nada que estrague a leitura. Comentário. ★★★★☆



2 - A guerra que salvou a minha vida - Kimberly Brubaker Bradley (Darkside): Uma garotinha, Ada, nasce com um pé torto e vê toda a sua vida ser definida por esse fato, ela não pode ser normal, brincar, sair na rua ou estudar. Ela é mantida o tempo todo presa dentro de casa pela mãe abusiva. Até que com evacuação das crianças de Londres ela e seu irmão Jamie tem uma oportunidade de mudar de vida. Um livro extremamente sensível contado através dos olhos da Ada, onde vemos que maior que a guerra externa é a que a personagem vive interiormente quando é exposta a tantas novidades, sendo a maior delas amar e ser amada, ser protegida e querida. Muito lindo, vale muito a pena. Comentário.★★★★★


3 - Ecos - Pam Muñoz Ryan (Darkside): Esse foi um livro que veio na caixinha do Turista Literário e mais uma vez foi uma grata surpresa. É um infanto-juvenil classificado como fantasia histórica. Ele começa no melhor estilo conto de fadas, onde conhecemos a lenda que envolve uma gaita mágica e então vamos conhecer três histórias diferentes em tempos diferentes, iniciando na Alemanha Hitlerista pré-segunda guerra, passando pelo período da depressão no EUA e na Segunda Guerra propriamente dita. Todas as histórias envolvem crianças e musica e poder da musica de curar e deixar as coisas melhores. Um livro que definitivamente vale a leitura e que vou falar exclusivamente dele mais para frente.★★★★★

Bom foi isso... não parece muito, mas foram todas excelentes leituras.

Até a próxima,

Dani Moraes

Nas redes sociais:
Nós sigam também nas redes sociais: Facebook, Twitter (danipmoraes) e  Instagram (danimoraes02).

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 comentários:

Claudia Leonardi disse...

Oi Dani
Adorei suas leituras!
A guerra que salvou a minha vida e Ecos estao na minha lista tbe
Adorei seu blog e estou te seguindo. Dicas anotadas
Bjks mil

www.maeliteratura.com.br

As verdades que o pinoquio conta disse...

Oi Claudia,
Que bom que vc gostou e é muito bem vinda por aqui... eu te acompanho pelo Instagram, mas vou aproveitar para conhecer também o seu blog.
Bjus

Dani Moraes

Alana cristina disse...

Olar!

Você pelo menos conseguiu ler todos esses livros! Esse mês eu li 0 livros e tudo que eu queria era tempo pra tirar a poeira dos que estão na minha cômoda kkkkkkkk

Gostei de todas as suas leituras, mas o livro que despertou a minha curiosidade e me deu vontade de ler foi "A guerra que salvou minha vida". Parece ser uma história muito interessante!

Desejo dias menos corridos para todos nós.
Beijos <3

https://alana-cristina.blogspot.com.br/

As verdades que o pinoquio conta disse...

Dias menos corridos está difícil...rsrs
Poeira nos livros da cômoda nem me fale...rsrs. Tem um monte aqui acumulado....e eu com vontade de começar outros. Mas, melhor que o muitas leituras e que sejam boas, certo?
Bjus

Postar um comentário